Alentejo dos utentes sem médico de família

O Tribunal de Contas divulgou um relatório onde adianta que entre o ano de 2006 e 2008, o Alentejo foi a região do país onde mais aumentou o número de utentes sem médico de família.
O mesmo relatório indica que o número de médicos de família diminuiu em todas as regiões do país cerca de 11% e que no Alentejo a situação foi mais grave, tendo-se registado neste período uma diminuição de 20%.
Rui Sousa Santos, Presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, falou à TV Alentejo sobre esta situação.
O panorama nacional não é animador, sendo que no momento há quase milhão e meio de utentes em médico de família, situação que leva o Tribunal de Contas a recomendar ao Ministério da Saúde que adopte medidas urgentes.

Categoria: Reportagem, Saúde
Acerca do Autor
- Alenproduções - Comunicação e Imagem, unipessoal, LDA. Somos uma empresa especializada na execução e conceção de projetos integrados de comunicação. Produzimos conteúdo vídeo em várias vertentes como é apresentado nesta página. Se precisar dos nossos serviços, contacte-nos através dos contactos nesta página para agendar uma reunião.