ASPP/PSP contra Novo Estatuto Profissional da PSP

Foi aprovado na passada semana em Conselho de Ministros o Novo Estatuto Profissional da PSP. Genericamente a lei vai trazer novas linhas mestras para a Organicidade da Polícia, linhas estas que desagradam e vão contra as propostas feitas pela Associação Sindical dos Profissionais da Polícia. Entre as alterações está a idade de reforma dos polícias que passa a ser aos 60 anos, contrariamente ao proposto pela Associação, aos 55 anos ou aos 40 anos de idade com percentagem.
Francisco Passinhas, secretário da Direcção Nacional da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia e delegado distrital da mesma fala sobre as novas medidas inseridas no estatuto em questão.
Francisco Passinha disse ainda à TV Alentejo que espera que o Presidente da República tenha em conta o Apelo da Associação e não promulgue a nova lei.

Categoria: PSP, Reportagem
Acerca do Autor
- Alenproduções - Comunicação e Imagem, unipessoal, LDA. Somos uma empresa especializada na execução e conceção de projetos integrados de comunicação. Produzimos conteúdo vídeo em várias vertentes como é apresentado nesta página. Se precisar dos nossos serviços, contacte-nos através dos contactos nesta página para agendar uma reunião.