Serviço de oncologia não sai de Beja

Existe um excesso de oferta de tratamento das doenças oncológicas no eixo Porto – Lisboa, enquanto que, noutras zonas do interior do país, nomeadamente no Alentejo, seria necessário uma maior oferta deste serviço. Em declarações à TV Alentejo o presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, Rui Sousa Santos, disse ainda que os rumores que indicavam a possibilidade de encerramento da unidade de oncologia de Beja são infundados, uma vez que a unidade trata um número de doentes oncológicos por ano suficiente.Segundo dados do Sistema de Gestão Integrado de Inscritos para cirurgia, dos 60 hospitais que realizam cirurgia oncológica, 14 unidades reúnem um total de cerca de 65% das operações cirúrgicas, estando concentradas, sobretudo, no litoral.

Categoria: Reportagem, Saúde
Acerca do Autor
- Alenproduções - Comunicação e Imagem, unipessoal, LDA. Somos uma empresa especializada na execução e conceção de projetos integrados de comunicação. Produzimos conteúdo vídeo em várias vertentes como é apresentado nesta página. Se precisar dos nossos serviços, contacte-nos através dos contactos nesta página para agendar uma reunião.